04 fevereiro, 2014

▲ "Amizades"


Quando acabei o secundário eu não fiquei com amigos próximos. Todos seguimos caminhos diferentes e as raparigas da minha turma não tinham muito a ver comigo.
Pensei que na faculdade ia fazer amigas e fiz, ou pelo menos assim pensava. Quando vieram as férias de verão raramente falámos e tivemos juntas apenas uma vez. Quando eu sugeria alguma coisa diziam sempre que sim e depois mudavam de ideias. Com este semestre percebi que uma delas é daquelas que quando arranja amigos novos esquece-se dos que tinha antes e agora não tenho mais vontade de falar com ela. Falo mas só se tiver algo para dizer mas não sou antipática ou assim. Só não quero saber.
E com estas férias de fim de primeiro semestre percebi que não tenho amigas. Tenho colegas de quem sou mais próxima.
Eu não me importo de convidar para virem aqui a casa ou irmos dar uma volta mas estou farta de ser sempre eu e como não o vou voltar a fazer vou mesmo perceber quem é amigo, quem se lembra de mim sem ser para trabalhos de grupos.

Hoje não estou mesmo nos meus melhores dias, mas o que vale é que amanhã isto passa.

46 comentários:

Lolita Gordo disse...

Pensei exatamente como tu. Que quando fosse fazer o mestrado para coimbra tudo iria mudar. E mudou de certa forma. Tenho um grupo de 4 meninas fantásticas, mas uma de quem me fiz mais próximas em tão pouco tempo parece estar a afastar-se e o meu medo de viver dejà-vus é demasiado grande. É nestes momentos que só me apetece acabar mestrado e mudar de cidade. Recomeçar. Mas poderei viver a vida inteira com recomeços?

Anna disse...

a mim aconteceu-me o mesmo e pensava que ia fazer muitas amizades na faculdade. mas o que aconteceu é que descobri que aquelas raparigas que eu conheci na fac e que achavam que eram minhas amigas, não o são. São simplesmente colegas que conheci porque se algum dia precisar sei que não vou puder contar com elas e que são capazes de estar à minha frente e a sorrir e todas queridas, quando por traz estão a falar mal de mim e do grupo de amigos com quem me dou.

liliana p disse...

Identifico-me tanto com o teu texto, acontece-me exactamente o mesmo :s acho que amizades entre raparigas é um pouco dificil, amizades verdadeiras, claro.

Ariana Maria disse...

Aconteceu o mesmo comigo, em tempo de aulas há sempre aquele grupo de pessoas com que dou-me, podemos trabalhar juntos, sair jantar fora e por ai, mas mal termina o semestre parece que se esquecem das pessoas...

Joana disse...

Também tenho imensa gente do secundário que já não se dá comigo :c vais ver que ao longo dos anos vais fazer amigos especiais na faculdade, boa sorte :)

Aricia disse...

Finalmente, não estou sozinha!

Marisa Valadas disse...

Infelizmente acho que é mesmo assim... ao longo do tempo, é provavel que faças um ou dois amigos próximos durante a faculdade, o resto serão apenas colegas com quem és mais ou menos proxima.

Lis disse...

r: eheh eu não me estou a importar nada de estar sem telemovel :p

Nicki C. disse...

Como te compreendo !! Pois mesmo só assim é que vais ver quem são os verdadeiros !! :)
Bjinhos, força *

Elena disse...

Acontece o mesmo comigo. Não tenho amigas, mas colegas. Mas tenho 2 boas colegas que me ajudaram muito a crescer e a ser quem sou hoje felizmente.

Btw, tens aqui uma amiga da blogosfera!:P <3

Daisy D. disse...

Eu espero que não me aconteça o mesmo mas sim, já reparei nalgum afatstamente dessas minhas amigas... acho que é assim a vida, vão-se perdendo uns amigos e ganhando-se outros.

R: A questão é que o que se passou no Meco nem sequer deve ser considerado praxe pq primeiro a praxe é a integração de caloiros na universidade e tanto quanto sei nenhum dos que lá estavam era caloiro. Depois nunca vi praxe alguma que acontecesse fora do campus da universidade ou fora da cidade universitária. Termos de responsabilidade? Nunca vi... A questão aqui é que há pessoas que nem sabem o que é praxe e ousam criticar e julgar só pq uns certos meninos armados em espertos pensam que podem fazer tudo o que quiserem de ridiculo e chamar-lhe de "praxe". Se todos seguissem o código de praxe que eu conheço já não havia tantos destes infelizes acontecimentos que note-se que podia muito bem acntecer fora da praxe! Quantas vezes nos já ouvimos falar em acidentes na costa ou no rio envolvendo adolescentes que ou não estavam no seu perfeito juízo ou pq se queriam divertir?! A verdade é que as pessoas não conseguem perceber que não se pode culpar a praxe em geral! Quando acontece um acidente de automóvel em que um dos condutores estava completamente bebedo e levou à morte de pessoas, vais culpar o álcool e proibir o alcool ou a pessoa que abusou do alcool? É uma metáfora que bem pode ser passada para este caso.

Sónia TM disse...

Força ;)

Sónia
Taras e Manias

Ísis disse...

É tão raro fazer-se amizades que durem.Força

Imperfect Mind disse...

Eu compreendo! :/
No secundário as "amigas" que fiz não eram propriamente amigas, era mais para passar o tempo. Até porque não eram muito o meu género e gostavam de faltar mal de toda a gente, até uma das outras.
Na faculdade ainda é mais difícil! Pelo menos na minha, porque não tenho apenas uma turma, tenho uma turma a cada disciplina e é mais difícil termos tempo de nos ligarmos, porque nem os horários são os mesmos e afins.
As únicas que considero amigas já vêm comigo desde a pré-primária (mas já não moram em Portugal mas continuamos super amigas e estamos sempre juntas quando ela vem de férias de Natal, Páscoa e Verão) e desde outras desde o 7º ano, que apesar de já não estarmos tão próximas continuamos sempre a falar e a sairmos no mínimo 1 vez por mês.
No entanto no que toda a desabafos não conto com nenhuma, só com o meu príncipe ;)

http://imperfectm.blogspot.pt/

Laura disse...

Também já me aconteceu! Mas não te preocupes, se são assim é porque não merecem a tua amizade!

Nea ♪ disse...

Força rapariga!

Kate disse...

Do secundário trouxe apenas um amiga verdadeira, da faculdade duas amigas e um amigo verdadeiros. Claro que continuo a contactar com outras pessoas, colegas de faculdade e do antigo trabalho, mas é só mesmo conversa de circunstância. Posso ter poucos amigos, mas esses que tenho são para a vida, sei que vão estar sempre lá, mesmo podendo estar longe fisicamente. Não te deixes ir abaixo, as pessoas não sabem o que estão a perder, não te conheço mas pareces ser uma pessoa fantástica!

Janny disse...

minha querida, nem sequer penses nisso, amanhã será melhor!

V. disse...

Não és a única nessa situação! :/ infelizmente somos muitos assim, mas olha já dizia o outro: poucos, mas bons!
Do secundário também não trago nenhum amigo/a..as únicas que tinham acabaram por deixar que certas coisas se metessem entre a nossa amizade e que estragassem tudo. Na faculdade consegui encontrar de tudo um pouco e acabei por descobrir óptimos amigos. São muito poucos, mas sei que não me vão falhar!
Às vezes os melhores amigos aparecem nos momentos mais inesperados. Acredito que um dia te vais aperceber disso :)
Espero que amanhã estejas mais bem disposta! Nada de tristezas :) *

IceQueen disse...

Podia ter sido eu a escrever isto =\ Sempre tive dificuldades em fazer amigos, mas nunca me tinha sentido assim, sozinha, antes. Tal como tu, também fico farta de ser sempre eu a dar um passo na reaproximação e ver que os outros não têm interesse nenhum em convívios, a não ser para tratar de assuntos de trabalhos de grupo. Vou sair da faculdade sem as típicas "amizades para a vida", mas agora já não quero saber

Lluz disse...

Espero mesmo que passe! Tenho a certeza de que terás alguém que te quer bem e que quer passar tempo contigo sem seres tu a convidar, vais ver :')

Becas disse...

Identifico-me imenso com o teu texto *

Adriana Sousa disse...

Eu também já não me dou com quase ninguém, praticamente fiquei sem amigas do secundário, mas se fiquei, foi porque não quiseram saber, visto que muito me esforcei para continuar a ligação.
Agora é um olá, tudo bem aqui e acolá e pelos vistos chega e sobra. Já na faculdade pensava que não ia arranjar ninguém em especial, mas por acaso a praxe proporcionou-me conhecer pessoas fantásticas que, ponho as minhas mãos no fogo, quase todas elas vão ficar no meu coração! Mas acontece a toda a gente, é normal.

Se te serve de consolo, eu pelo menos considero-me tua amiga, apesar de nunca nos termos conhecido! E já lá vão uns 2 anos e não te "larguei" ahah :p

Zacarias disse...

R: Sabe mesmo!

Ariana Maria disse...

Resp. Algumas pessoas já tinham ido e nenhuma dessas disse-me que os animais estavam presos aliás falavam como se andassem todos ali à solta, claro que se soubesse que durante aqueles dias os animais estavam naquelas condições também não pagava para ver, só apercebi-me disso quando entrei e como já tinha pago fui ver as coisas que me metiam menos impressão, como a prova dos cavalos ou os cães (que apenas estava presos com a coleira/trela), podes ter a certeza que nunca mais meto-me numa exposição assim :|
Eu viver no mundo dos blogues não vivia, mas não me importava nada de ter na minha "vida real" alguns bloggers :)

Ariana Maria disse...

Compreendo :|
O meu problema com o anonimato é que x número de pessoas não saibam que o blog é meu, de resto, as pessoas da blogo não me importo que saibam quem sou xD sou estranha eu sei xDD

Ariana Maria disse...

Olha que isso é muito bem pensado, e eu nunca pensei nisso... sei lá acho que confio demasiado nas pessoas :|

Ariana Maria disse...

Exacto tens toda a razão, nunca se sabe que está por de trás de um blog não é verdade? Pessoalmente acho que nunca conheci nenhum blogger (se não as que já conhecia antes de termos blog), mas já falei com várias pelo msn, pelo skype e até por telemóvel e nunca aconteceu nada assim e ainda bem! A partir de hoje vou ter mais cuidado...

Ariana Maria disse...

Um dia convenço-te a conheceres-me pessoalmente xD ahaha

Ariana Maria disse...

Owh é bom saber isso, e sim podes confiar! e se chatear-me contigo podes ter a certeza que não faço nada de mal, mas eu nunca chateio-me a sério com ninguém.

Ariana Maria disse...

Também sou assim, posso chatear-me com a pessoa nunca mais falar-lhe mas se sei um segredo sobre ela, ela pode ter a certeza que nunca vou contar para ninguém. é-me indiferente os segredos das outras pessoas, simplesmente continuo com a minha vida...

Ariana Maria disse...

ahahaha isso realmente é óptimo! :)
Eu esquecer não esqueço, eu digo sempre às pessoas que "eu tenho boa memória para coisa que não me interessam para nada" e é verdade. eu lembro-me de coisas que não lembram ao diabo e que são fúteis, mas não fico com elas na cabeça porque quero, se contares-me uma coisa uma vez, é provável que eu nunca mais me esqueça, assim como nunca esqueço-me de uma cara, de um sítio, caminho, por ai...

Ariana Maria disse...

Não é lá muito bom xD

Ariana Maria disse...

Sim para caminhos é óptimo mesmo, a minha irmã elegeu-me recentemente co-piloto dela exactamente por lembrar-me de todos os caminhos...

Ariana Maria disse...

E eu adoro ser co-piloto xD
A sério? :o ias ter o nome da minha primeira filha xDD ahaha não deu por alguma razão ou por exclusão de partes chegou ao teu nome?

Ariana Maria disse...

Era interessante saber, pelo menos eu passo a vida a perguntar à minha mãe porque que tenho o nome que tenho xD

Ariana Maria disse...

Yape, depois conta-me :)

Ariana Maria disse...

Ligar o skype dá tanto trabalho, mas está bem :)

Ariana Maria disse...

Eu já tenho o teu blog aberto e faço refresh ao meu painel, mas como estou na net, fica tudo mais perto xD Sim, eu também já tenho de ir dormir, que já estou a ficar com sono :)

Ariana Maria disse...

Ai vais ter que levantar bem cedo :| Está bem eu apareço por lá, beijinhos*

Teresa Isabel Silva disse...

Infelismente existem muitas "amigas" assim... Eu também tinha um grupinho de amigas, mas a verdade foi que assim que aulas acabaram a nossa amizade nunca mais foi como era!

Bjxxx

Maria disse...

ter amigos verdadeiros as vezes é tão dificil

Patrícia I. Vieira disse...

Como te compreendo... :X
Infelizmente é o que mais acontece. Eu até pensava que tinha conhecido excelentes pessoas, e até agora só recebi facadas nas costas!
Não eram meus amigos, só lhes convinha a minha companhia. Chorei tanto quando me apercebi, um deles ia-me "lixado" profissionalmente, mas a outra pessoa deixou-me porque já não lhe servia para nada. É tão triste...
É a vida, aprendemos mais facilmente assim a não cometer os mesmos erros e a ter-mos mais atenção.

Beijos

http://fromlisbonwithallmylove.blogspot.pt/

Leonor disse...

Felizmente, não passei por isso. Conheci 3 raparigas na faculdade e ficámos muito amigas.

anya ♥ disse...

Devo dizer que compreendo na perfeição o que dizes. Aconteceu-me isso com amigas mais próximas, era sempre eu que tinha de falar e de combinar e uma delas chegou a dizer-me que como era sempre eu, devia continuar a ser sempre eu... (não com estas palavras!) Mas basicamente, fez-me sentir que se não fosse eu a lembrar-me, ela também não se lembraria. Comecei a dar menos importância e a agarrar-me a outras coisas e hoje em dia são essas pessoas que mais me convidam e não o contrário.
Quanto à faculdade... acho que é o sítio mais difícil de fazer amigos. Tenho alguns colegas com quem me dou bem, mas pq tenho aulas com eles, fora disso, não conversamos muito.
Acho que o segredo é realmente esse que disse: aprender a dar menos significado a essas coisas, talvez, elas acabem por nos chegar de outra forma :)
não te sintas mal, ainda tens os teus seguidores smp com uma palavra amiga!! :P

Panda disse...

Desde já te digo, que tive a mesma atitude quando andava na universidade. E eu andei lá no tempo de 5 anos para tirar uma licenciatura.
7 anos depois de sair, sabes quantas amigas tenho da universidade? Zero.
Não te entristeças, a partir de uma certa idade é difícil fazer amigas para a vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...