▲ Desabafos de meia-noite


Tenho fases menos boas na minha relação. Não entre nós mas sobre mim e o lugar que ocupo na vida dele.
Nessas fases sinto que não sou a pessoa certa para ele, que ele precisa de outro tipo de pessoa. Sei lá, alguém com melhor feitio, melhor personalidade, que se encaixe melhor na família dele e na vida dele. Não uso a palavra melhor num tom depreciativo de mim mas sei que há melhores feitios e personalidades que a minha.
Estes sentimentos levam-me a pensar se queremos as mesmas coisas na vida, se as queremos na mesma altura ou com a mesma vontade.
Sei que a bagagem emocional que trago de muitas situações pelas quais passei acabam por ter peso na minha relação por mais que eu tente evitar, e nessas alturas sinto que existe alguma falta de compreensão ou de apoio por parte dele, por norma ele fica em silêncio que eu interpreto como falta de paciência.
E noutras alturas a falta de demonstração do que sente por parte dele acaba por me fazer afastar um bocado. Não altera o que sinto por ele mas enche-me de dúvidas e acabo por ficar sossegada no meu canto e eu também não demonstro o que sinto.
Sei o que ele me vai responder se eu falar com ele por isso é que não falo. Não quero ouvir as palavras de sempre. E eu não preciso de palavras, preciso de ações que comprovem essas palavras.


Provavelmente ficou confuso mas estou numa destas fases e o caos reina na minha mente.

▲ Mais uma moeda, mais uma voltinha



Alô alô!
Tenho andado demasiado desaparecida mas não há tempo para tudo e o blogue será sempre o que fica para trás, já sabem como é.
Desde da última publicação algumas coisas aconteceram, umas boas outras não tão boas...

Vamos lá começar a partilhar coisas.

O meu namorado teve um pequeno acidente em serviço e esteve de baixa durante o verão. Felizmente não foi nada de grave mas aconteceu logo quando fui passar uns fim de semana com amigas e fiquei a sentir-me muito mal. Mas já está bom e isso é que interessa.

Praticamente não fui à praia este ano. Fui três ou quatro vezes com a minha mãe e apanhamos excelentes dias e depois umas duas vezes com o meu namorado nas férias em Setembro. Ele não gosta muito de praia, as férias calharam mal e pronto, foi um verão fraco em praia. Fez-me falta ir ao Algarve com o meu pai, tinha tirado a barriga de misérias, como se costuma dizer, no que toca a praia.
Mas as férias com o namorado foram boas, dormimos, namoramos e andámos imenso de mota tanto que chegámos ao último dia de férias e ficámos no sofá a tentar descansar. Voltei ao trabalho a precisar de férias das férias mas foi giro.

Com a chegada do Outono chegou o meu aniversário, em Outubro, já cá cantam 26! Cada vez sinto mais que não estou onde queria estar com esta idade nem fiz nada do que queria fazer mas cada um tem o seu ritmo e os seus timings não é verdade? Pelo menos é o que digo para mim quando começo a pensar demasiado...


Espero que por aí esteja tudo bem, partilhem coisas e vamos lá ver se agora volto com mais regularidade mas não posso prometer nada.

▲ A minha vida é a isso mesmo, minha


Estou numa fase em que não quero que ninguém saiba da minha vida, só sabem o que eu escolho partilhar e por vezes só sabem porque não dá para esconder como acontece com quem mora cá em casa. Só o meu namorado sabe de tudo.
O exemplo disto é o ginásio, cá em casa todos sabem e no trabalho porque levo a mala e no inicio cheguei a ir treinar algumas vezes à hora de almoço.
Não partilhei com ninguém porque não quero que me façam perguntas, não quero que esperem resultados ou me perguntem por eles.
Outra situação foi a marcação de um fim de semana fora de Lisboa para mim e o meu namorado. Andei no Google, cheguei a perguntar umas dicas e sugestões à Cátia (que foi uma querida!!) e evitei perguntar a um familiar do meu namorado que é agente de viagens. Evitei mas sem sucesso. E o que aconteceu foi que depois de ele ter pedido hotéis e valores toda a gente passou a saber que íamos de fim de semana.
Não tem mal mas prefiro que saibam quando e se eu quiser que saibam e não porque alguém decide por si falar dos outros.

▲ Inscrevi-me num ginásio!


Não é a minha primeira vez a treinar num ginásio, já treinei no Pump Fitness em duas alturas distintas e em dois ginásios diferentes. Em nenhum fui bem sucedida por motivos diferentes.
Já falava com o meu namorado em voltar a treinar há muito tempo, estava à espera de arranjar emprego por isso assim que arranjei comecei logo a pensar qual seria o indicado para mim em termos de local e preço. O meu namorado está bastante satisfeito com o dele, anda lá aos anos e dificilmente sai de lá. Depois falei com a Sónia do blogue Classe Cappucino que já treina há mais de um ano e embora ir para o Holmes Place nunca fosse hipótese para mim por vários motivos, decidi perguntar e perceber mais ou menos o que lhe ofereciam, o que só me confirmou que Holmes Place para mim não obrigado. Outra hipótese era um low cost e tendo em conta as minhas opções horárias para treinar imaginei que seria um caos pois já andei em low cost e sei bem a confusão que era por vezes e eu nem ia às horas de ponta. Fui ao ginásio do meu namorado saber preços e o que ofereciam e nem achei mau, um bocado caro para o que gostaria de pagar mas a verdade é que ofereciam tudo.

Perto do meu emprego tenho três ginásios mas só dois foram hipótese, o low cost e onde o meu namorado treina e acabei por escolher o ginásio onde ele está.
Embora um pouco caro tenho direito a tudo, horário total, planos feitos por um PT, consultas de nutrição, piscina, aulas, sauna, banho turco e as toalhas também estão incluídas. E embora eu achasse que não, o facto de não ter de levar toalhas faz uma grande diferença porque não só não perco muito tempo a arrumar a mala (antes parecia quase um jogo de tetris), não tenho de pôr diariamente toalhas para lavar cá em casa nem ando com peso extra de um lado para o outro.

Agora só falta a consulta de nutrição que infelizmente só está marcada para Maio porque as vagas para este mês eram em horários em que estou a trabalhar.

▲ Primeiras impressões sobre o trabalho


Faz hoje três semanas que comecei a trabalhar e ainda não tinha arranjado um bocadinho para vir cá por isso aproveitei que fiquei sozinha no escritório para vos vir atualizar.
Bem, estou a trabalhar na minha área como já tinha partilhado com vocês e o trabalho é parecido com o que eu já fazia no meu estágio o que me ajudou a entender melhor todo o trabalho embora sejam públicos-alvo diferentes e por isso métodos de trabalho diferentes. A equipa é pequena, simpática e eu sou a única mulher.
Está a correr bem, tenho recebido boas opiniões/elogios sobre o meu trabalho embora ainda tenha muito que aprender e para me habituar até estar totalmente à vontade.
Para além de ser na minha área, o trabalho é perto de casa o que ajuda a poupar no passe, tem um ginásio aqui perto (onde já me fui inscrever), não precisei de comprar roupa porque não preciso de vir com roupa formal e a equipa é simpática e ajuda-me sempre que preciso.
Só sei que tive imensa sorte em encontrar o anúncio quando encontrei e estar a trabalhar tira-me um peso de cima e aqui em casa também porque posso começar a ajudar até porque estava a começar a ficar muito apertado desde Janeiro.


Para quem anda à procura, muita muita sorte, estou a torcer por vocês!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...